Vamos escrever algumas lembranças de quando começou o Lar Evangélico, lembramos dos irmãos que já partiram para o Senhor, que tiveram o desejo de construir um lar para os velhos e órfãos.

Começamos com muitas lutas fazendo barracas de pindoba para fazer as comidas, aquelas saborosas, quem coordenava tudo era o saudoso irmão Agenor Ferreira. Tínhamos as horas de lazer e de pregação do evangelho; vinham cantores muito animados. Ah! As irmãs Torquato, quantas coisas podemos falar delas, mas a principal é o quanto elas nos ajudaram.

Queremos encerrar com o Salmo 90.17

E seja sobre nós a graça do Senhor nosso Deus, e confirma sobre nós a obra das nossas mãos; sim, confirma a obra das nossas mãos”.

Tarcilla Belo